sexta-feira, 18 de abril de 2014

Mulher Lua

A meia noite, a mulher lua, refletida em meus olhos, me encanta enquanto eu canto, acompanhado do meu violão. Do outro lado do mundo, ou do universo, está Carina, uma bela menina, de pele clara e olhos escuros, que atrás de um sorriso sombrio disfarça algo que luto para descobrir. E em meio as areias do tempo, achar uma maneira, achar uma maneira de chegar até ela e sentir o sopro suave da sua voz, ver o vento balançar o seu cabelo, trocar palavras de afeto. Espero ansiosamente te encontrar, Mulher Lua.

Nenhum comentário:

Postar um comentário